Dispara o número de incêndios em vegetação em Ituiutaba

O número reduzido de chuvas e a baixa umidade do solo nesta época do ano, fez com que disparasse o número de incêndios em vegetação em Ituiutaba. Na quinta-feira (4) o 2º Pelotão de Bombeiros Militar de Ituiutaba atendeu sete chamados de incêndios em lotes vagos, propriedades rurais e às margens da rodovia. Ainda por volta das 4h30 já havia registrado um incêndio em vegetação no bairro Canaã 2. Durante o dia houveram focos de incêndio às margens da BR-365, próximo ao britador, onde a fumaça estava atrapalhando os motoristas que circulavam pela rodovia, também um incêndio em lote vago na rua Jorge Jacob Yunes no Bairro Setor Norte. No bairro Platina, às margens do Córrego Pirapitinga, foi debelado um incêndio que consumia a vegetação. Também no Setor Norte foi combatido um outro incêndio próximo a uma cerâmica. Já no bairro Santo Antônio, o incêndio foi em uma área de pastagem. Foi registrado ainda um incêndio na área externa do antigo Clube Palmeira.

O Pelotão BM de Ituiutaba conta com apenas dois caminhões do tipo auto bomba tanque para o combate a incêndios, mas devido ao elevado número de ocorrências simultâneas, faz o possível para atender de forma eficaz todas as demandas sem desamparar as outras áreas de atuação.

No período de estiagem, o qual estamos entrando, há uma diminuição das chuvas, diminuição das temperaturas, a umidade relativa do ar também diminui, levando ao ressecamento da vegetação que aliada a falta de limpeza adequada nos lotes, aumentando o número de incidência de incêndios quase sempre criminosos. Qualquer atividade que cause poluição ao meio ambiente e danos à saúde humana, como queimadas em lixo, matas e lotes vagos, se configura como crime ambiental, de acordo com a Lei Federal Nº 9.605/98. Se pego em flagrante, o autor é conduzido à delegacia, recebe multa que varia entre R$ 150 e R$ 2.500.

O Corpo de Bombeiros orienta a população para realizar o chamado via 193, denúncias também podem ser realizadas de forma anônima via 181 ou mesmo com a Polícia Militar via 190.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *