Bombeiros Militares são acionados para combater incêndio em veículo após acidente de trânsito.

Na quarta-feira (21) por volta das 8h41, o 2º Pelotão de Bombeiro Militar foi acionado para debelar um incêndio em veículo (caminhão), porém ao chegar no local, foi constatado que o princípio de incêndio já havia sido controlado por terceiros que passavam pelo local com o uso de extintores.

O acidente foi no novo anel viário da BR-154 sentido BR-365 (próximo ao aeroporto de Ituiutaba) entre dois veículos, sendo um caminhão e ônibus (sem passageiros), onde o motorista do caminhão nada sofreu, já o motorista do ônibus foi socorrido por terceiros que por ali transitavam.

No local a equipe do CBMMG realizou as seguintes ações na ocorrência: sinalizações, visando a prevenção de novos acidentes, considerando que os veículos estavam acidentados na pista da rodovia; desligamento das partes elétricas dos veículos sinistrados, prevenindo assim, um possível incêndio, devido a curto nas instalações elétricas dos veículos; aplicação de serragem na pista, para prevenção de risco de derrapagem, pois no local houve vazamento de óleo de um dos veículos. Após os trabalhos do CBMMG o local foi deixado em segurança para o tráfego dos veículos.

O Corpo de Bombeiros orienta a população para que em caso de acidente, incêndio ou mesmo princípio de incêndio, que faça contato via 193 para que possa ser realizado o atendimento o quanto antes. Bombeiros Militar, o amigo certo nas horas incertas.

Uma observação pode ser feita quanto a este acidente. Até os motoristas que passam pelo trevo que dá acesso a BR-154 e que vão sentido ao Anel Viário até a BR-365, tomarem ciência do modelo do trevo, é bem possível que este tipo de acidente venha a ocorrer no local.

Na verdade, o trevo construído neste cruzamento é bastante complicado para quem transita por estas rodovias, e com um fator bastante agravante, assim que os motoristas tomarem conhecimento de que já podem transitar livremente pela BR-154, e com acesso totalmente livre sentido a BR-365, o movimento deverá aumentar consideravelmente, e será um divisor, ao mesmo tempo que dará ter uma ideia se o trevo ficou dentro do que se deseja para um fluxo de veículos sem risco de acidente. Vamos esperar para ver, e que novos acidentes não aconteçam no local.    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *