Morre um símbolo de devoção religiosa do Triângulo Mineiro, Dona Maria da Água Santa

Faleceu nesta terça-feira (12) na Santa Casa de Misericórdia de São José do Rio Preto/SP, a senhora Maria das Dores Silva, mais conhecida como Dona Maria da Mina, ou Dona Maria da Água Santa.

Dona Maria tinha 85 anos, e mais de 60 anos de sua existência prestou serviços à sua comunidade da Água Santa no município de Frutal, local onde ela demonstrava sua profissão de fé e de amor ao próximo, sempre como ela mesmo diz sob o olhar e o manto sagrado de Nossa Senhora Aparecia.

Símbolo de caridade, dona Maria da Água Santa recebia a todos que iam ao seu encontro sempre com uma palavra de fé, de carinho e com muita calma levava alento aos corações de todas as pessoas que iam ao local em busca de paz, benção, aconchego e fé.    

O povoado de Água Santa é formado por um cruzeiro, uma pequena gruta com a imagem de Nossa Senhora, local onde os romeiros retiram o barro para passar no corpo em busca de cura. Também tem a igreja e a bica d’água, considerada santa pelos fiéis.

Anualmente sempre na data de (12/10), os romeiros peregrinam, por uma longa caminhada, numa trajetória de 28 km entre Frutal e o povoado.

De acordo com a história que deu origem a Água Santa, certo dia dona Maria caminhava pela fazenda, quando teve uma visão de Nossa Senhora Aparecida, que declarava que a água da fonte era santa e aconselhava dona Maria a passá-la pelo corpo e bebê-la. A família confirma que dona Maria sofria de diversos males na época e recebeu um milagre.

Após isso, dona Maria decidiu que no local deveria ser construída uma capela, que foi inaugurada no dia 13 de maio de 1963, logo acima da mina.

O horário do velório e do sepultamento ainda não foram definidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *