Professora é presa por ensinar receitas com maconha nas redes sociais

Uma professora temporária da Secretaria de Educação do DF foi presa após ensinar receitas de culinária com maconha (Cannabis) pelas redes sociais. O flagrante aconteceu nesta quinta-feira (7/4) e a mulher, 33 anos, deve responder pelo crime de tráfico de drogas. Segundo a Polícia Civil, a servidora era monitorada há cerca de um mês.

A 38ª Delegacia de Polícia (Taguatinga) cuida do caso. De acordo com a corporação, ela estava sendo investigada após anunciar a venda de LSD nas suas redes sociais. Dentre as receitas ensinadas pela professora, estava a manteiga de Cannabis. Os agentes cumpriram um mandado de busca e apreensão na casa da autora, situada no Riacho Fundo.

Na busca, foram apreendidas porções de maconha, LSD, MDMA e uma balança de precisão. Ela foi encaminhada para a delegacia e autuada em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas. Após a prisão, foi recolhida à carceragem e, caso condenada, pode pegar de 5 a 15 anos de prisão. Em nota, a Secretaria de Educação informou que a profissional foi afastada do cargo.

Megaoperação de tráfico 

Agentes da 24ª Delegacia de Polícia (Setor O) deram cumprimento a mandados de busca e prisão em Ceilândia, Samambaia e Sol Nascente (DF), na manhã desta sexta-feira (8/4). A operação, denominada Espada de São Miguel, tem como objetivo desarticular um esquema de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Ao todo, foram cumpridos dois mandados de prisão temporária, um mandado de prisão preventiva e 24 mandados de busca e apreensão domiciliar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.