Cerca de R$ 8 milhões são destinados em abril pelo governo federal ao HC-UFU e HC-UFTM

Cerca de R$ 8 milhões foram destinados em abril pelo governo federal ao Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU) e Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM), em Uberaba.

O recurso é proveniente do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf) e foi encaminhado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação que gere os hospitais universitários federais (entenda mais abaixo).

HC-UFU

Para o HC-UFU, foram destinados mais de R$ 5 milhões, que foram empenhados em ações de custeio e empregado no pagamento de contratos de serviços. Desde o início de 2022, o hospital já recebeu mais de R$ 12 milhões para as programações de custeio.

A chefe do Setor de Gestão Orçamentária e Financeira do HC-UFU, Angélica Maria da Silva Ribeiro, afirmou que o recurso ajuda no planejamento das contas e aquisição de materiais e insumos.

“A descentralização do repasse foi fundamental para nossa programação de pagamentos do mês de abril e para a manutenção da assistência prestada”, explicou.

HC-UFTM

Ao Hospital de Clínicas da UFTM foram destinados R$ 2,9 milhões a serem utilizados em custeio –compra de medicamentos, insumos e cobertura de despesas correntes como manutenções de equipamentos, eletricidade, consumo de água e gestão de resíduos.

Segundo o HC-UFTM, o orçamento disponibilizado para custeio e investimentos recebeu acréscimos da ordem de 33%, ao longo de 2021.

A quantia inicialmente projetada, somada aos créditos suplementares repassados durante o ano, resultou numa execução de aproximadamente R$ 93 milhões, possibilitando compras de equipamentos de tecnologia avançada e insumos essenciais para a prestação de assistência à saúde da população.

Para 2022, a programação orçamentária do HC assimilou os aportes suplementares do ano anterior, estando estimada em R$ 96 milhões, dos quais R$ 8,5 milhões serão para investimentos.

O orçamento total para o ano representa um aumento de 37% com relação à previsão inicial de 2021, e tramita, principalmente, por meio da contratualização com o Sistema Único de Saúde (SUS) e do Rehuf.

A gerente Administrativa do HC-UFTM, Heloisa Shih, pontuou que a regularidade observada a partir de 2019 na descentralização das parcelas do Rehuf tem estimulado o planejamento de compras e investimentos por parte da unidade hospitalar.

“É um reflexo local dessa previsibilidade e disciplina, que vem caracterizando a gestão do Programa por parte da Ebserh. Esse aspecto é indispensável para a boa execução do orçamento no hospital”, acrescentou.

Recursos para hospitais universitários federais

Ao todo, R$ 112 milhões foram destinados para o caixa dos hospitais universitários federais da Rede Ebserh/MEC neste mês de abril.

A iniciativa faz parte do Rehuf, administrado pela Ebserh, e tem como objetivos dar apoio na aquisição de insumos e possibilitar obras e aquisições de equipamentos.

Do montante deste mês de abril, R$ 55,5 milhões foram para custeio dos itens e R$ 56 milhões para novos investimentos. Em 2022, o Rehuf já liberou R$ 257 milhões para os hospitais universitários federais.

“O Rehuf e a Ebserh têm cumprido o papel de dar condições aos hospitais para executarem com sucesso suas atividades de ensino, pesquisa e assistência por meio de planejamento e gestão”, destacou o presidente da estatal, general Oswaldo Ferreira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.