Ituiutaba – Rotina segue no ritmo da prevenção

Mesmo depois do apelo, feito por lojistas e comerciantes, na última semana, solicitando uma revisão do decreto que mantém o comércio de Ituiutaba fechado. O que se vê hoje pelas ruas da área central da cidade são apenas os serviços considerados essenciais em funcionamento, mas é possível ver outros estabelecimentos atendendo de forma parcial.
Nas lotéricas e instituições bancárias o que se vê são filas, o que é um risco, mesmo mantendo a distância, e ainda mais com a presença, em seu maior número, de pessoas idosas, que são o grupo mais preocupante e suscetível ao coronavírus.


Algumas empresas se adequaram e estão em funcionamento parcial, sem permitir a entrada na loja, ficando só no sistema de comprar e levar, para evitar aglomerações.
Falamos com o microempresário Flávio Oliveira, que trabalha no seguimento de reparos de celulares, que se enquadra nas empresas que o decreto do governo permite trabalho. “Nossa empresa se enquadra nas empresas de prestação de serviços que poderiam voltar ao trabalho, mas sempre tomando todas as medidas de segurança, tanto para nós quanto para nossos clientes. Sabemos que o momento é difícil, e que tanto a saúde quanto a economia necessitam de cuidados especiais, afinal não queremos que o vírus continue se espalhando, mas também precisamos tirar nosso sustento, afinal só o trabalho permitirá isso. Hoje já fiz dois atendimentos pela manhã, o que já garantiu meu sustento de hoje. Essas medidas de prevenção aliadas aos novos hábitos de higiene e assepsia, vamos conseguir equilibrar a saúde e a economia. Eu, por exemplo adotei novos hábitos de segurança, assim que chego em casa tomo todos os cuidados, descartando minhas vestimentas em um local, e logo em seguida sigo para o banho, para manter minha casa ainda mais segura. Temos que encontrar um meio termo para cuidar da saúde e manter nossa situação econômica”, comentou o proprietário da empresa, Flávio Oliveira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *