‘Energia renovável’ do Brasil assusta antes de sorteio da Copa, diz jornal

A goleada de ontem (29) por 4 a 0 sobre a Bolívia, em La Paz, fez com que o Brasil registrasse a melhor campanha da história das Eliminatórias Sul-Americanas. A dois dias do sorteio da fase de grupos da Copa do Mundo, a marca repercutiu na imprensa internacional e serviu para que “o mundo do futebol voltasse a olhar com medo” para a seleção brasileira.

A frase é do ‘Marca’, da Espanha, que afirmou que o Brasil se colocou como “o grande rival a ser evitado” pelas demais seleções na fase de grupos do torneio que será disputado no final do ano, no Qatar. Além disso, o jornal destacou que “energia renovável” da seleção canarinha assustou antes do mundial.

“[O Brasil] Resolveu o jogo com um punhado de flashes daquelas estrelas emergentes que nunca se esgotam, que continuam surgindo e que substituem os mais velhos”, escreveu o periódico. Antony, Bruno Guimarães, Paquetá e Richarlison são alguns dos jovens jogadores que “impulsionam o motor” da seleção que busca no Qatar o hexacampeonato, 20 anos após a conquista do penta. Para o ‘Marca’, ficar duas décadas sem ganhar a Copa do Mundo é “muito tempo” para os brasileiros.

Em 17 partidas disputadas nas Eliminatórias, o Brasil conquistou 45 pontos. Ao todo, foram 14 vitórias, três empates e nenhuma derrota para os comandados por Tite. Para encerrar o torneio, falta ao Brasil realizar o jogo contra a Argentina que foi adiado em setembro do ano passado. Os três últimos jogos da seleção brasileiras terminaram com o mesmo placar: 4 a 0 contra Paraguai, Chile e Bolívia. Em La Paz, Tite realizou uma série de mudanças no time titular, que não podia contar com Neymar e Vini Junior, suspensos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.