Aedes aegypti: Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste têm 26 cidades em situação de risco em relação ao índice de infestação

Ao menos 26 cidades do Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas estão em situação de risco em relação ao índice de infestação do Aedes aegypti. As informações são a partir dos resultados do primeiro Levantamento Rápido de Índice para Aedes aegypti (Liraa) em todo o Estado.

O levantamento mostrou o resultado em 74 das 76 cidades das regiões. Apenas Cachoeira Dourada e Uberlândia não apresentaram dados do levantamento, de acordo com o Estado. Considerando as outras cidades, além das 26 em situação de risco, 37 estão em situação e 11 em situação satisfatória.

A coordenadora Estadual de Vigilância das Arboviroses da SES-MG, Danielle Capistrano explicou que esse levantamento é importante para otimizar e direcionar as ações de controles ao vetor das doenças.

“Em casos de municípios mais críticos, existe, ainda, o apoio da força estadual em todos os eixos envolvidos, como assistência, laboratório, controle de vetor, comunicação e mobilização, vigilância epidemiológica e gestão”, explicou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.