Se eleito, Lula descarta Dilma: ‘Presidente não manda em presidente’

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que deve ser pré-candidato nas eleições presidenciais deste ano, disse, nesta terça-feira (5/4), que não vai escalar a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) para ocupar um cargo no governo, caso ele seja eleito.

O petista justificou a ação por dizer que seria “muito difícil imaginar um presidente dando ordem para outro presidente”.
“A Dilma pode ajudar de forma extraordinária porque ela tem uma experiência extraordinária. Agora, eu não me sinto à vontade de mandar na Dilma, de dar bronca na Dilma, de obrigar ela a fazer alguma coisa. É muito difícil. Ela sabe disso. Eu acho que não dá certo chamar um presidente para ser seu ministro, você vai tornar ele uma figura inferior a você na escala de autoridade. A tendência é dar problema. Não trabalho com essa hipótese”, disse, durante entrevista à Rádio T, do Paraná. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.