Integrantes de facção sequestram e fazem ‘julgamentos do crime’ em Uberlândia

Seis jovens com idades entre 20 e 23 anos foram sequestrados e mantidos em cárcere privado por integrantes de uma facção criminosa de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, nesta terça-feira (5). 

De acordo com a Polícia Militar, foi realizado com as vítimas um “julgamento do crime”. Os integrantes da organização criminosas fazem frequentemente julgamentos de condutas que não condizem com as regras da facção. 

Desta vez, o julgamento se deu por que os criminosos estavam procurando um comparsa deles que está desaparecido desde o último sábado (2). As seis vítimas foram sequestradas na rua por carros que a levaram até o assentamento Maná onde ocorreu o julgamento. 

Segundo a polícia, por meio de uma denúncia anônima, os militares chegaram até o cárcere privado. Ao verem os militares, os suspeitos fugiram. Um deles estava com uma arma de fogo na cintura. 

Os policiais conseguiram abordar 16 suspeitos. Muitos deles tentaram dispensar seus celulares e faziam o máximo para que o conteúdo dos aparelhos não fosse verificado. 

Os abordados não quiserem dar nenhuma informação sobre o julgamento. Dez deles, sendo nove homens e uma mulher com idades de 19 a 30 anos, foram presos e encaminhados a Delegacia de Polícia Civil. 

Suspeitos diziam que vítimas seriam punidas pelo desaparecimento de acordo com as leis da facção

As vítimas contaram que os suspeitos diziam a todo tempo que ninguém sairia dali até que eles tivessem informações do comparsa deles que está desaparecido. Os criminosos estavam armados e faziam ameaças constantes. 

Os integrantes da facção diziam também que as vítimas do sequestro seriam punidas de acordo com as “leis” da facção por causa do comparsa desaparecido. O homem procurado sumiu no sábado, mas não há registro oficial do seu desaparecimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.