Suspeito de matar e deixar bilhete chamando idoso de ‘talarico’ é preso em Minas

Um homem de 31 anos foi preso temporariamente na última quinta-feira (31), em Pouso Alegre, no Sul de Minas Gerais, sob suspeita de envolvimento no assassinato de um idoso, ocorrido no dia 13 de janeiro deste ano. Na ocasião, no carro da vítima foi deixado um um bilhete dizendo que “talarico tem que morrer”

A operação, nomeada de Anúbis, cumpriu mandados de busca e apreensão em Pouso Alegre e Campos das Gerais, cidade da mesma região. Além da prisão temporária, também foram apreendidos dois computadores, 11 celulares, um HD com imagens de câmeras de segurança e cheques diversos.

Ainda conforme a PC, a vítima, de 62 anos, foi assassinada a tiros e seu corpo foi encontrado dentro de seu carro, no dia 13 de janeiro de 2022, em uma estrada que liga Alfenas à cidade de Machado, também no Sul de Minas.

No local, foi encontrado o bilhete, que chamava a vítima de “talarico” e insinuava que o homem se envolveu com uma pessoa comprometida, além de xingá-lo com palavrões. “Invez de comer muié dos outros vai comer bala (sic)”, dizia a carta.

“As investigações continuam a fim de identificar outras pessoas envolvidas no homicídio e esclarecer a real motivação do crime. A operação contou com a participação das equipes das delegacias em Alfenas, Campos Gerais e Pouso Alegre”, finaliza a PC.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.