Criatura descoberta em praia na Austrália é identificada por especialistas

Nesta última semana, um cadáver incomum apareceu na Sunshine Coast, região que compreende balneários, destinos de surfe e uma área rural, que fica no sul de Queensland, na Austrália. Pelas imagens, feitas por um morador local chamado Alex Tan, é possível ver um crânio semelhante ao de um réptil, membros flácidos, uma longa cauda e garras atrofiadas. Não faltaram palpites pipocando na Internet sobre a identidade da criatura.

Tan deparou-se com o corpo na praia de Maroochydore, durante sua caminhada matinal. Ele compartilhou um vídeo em sua página do Instagram e deu seu palpite sobre o que poderia ser. “Eu tropecei em algo estranho”, disse ele para a câmera. “Isso é como uma daquelas coisas que se vê quando as pessoas afirmam que encontraram alienígenas”.

Ele considerou a possibilidade de ser um marsupial comum. “Parece um gambá sem pelo, mas diferente de tudo que já vi”. Nessa suposição, ele chegou um pouco mais perto do que pode ser a verdadeira identidade do morto.

Algumas pessoas que assistiram ao vídeo comentaram que pode ser tão somente o corpo de um canguru em decomposição. Tomando por base um caso similar, ocorrido na mesma região, em 2018, pode ser isso mesmo. Na época, fotos de uma criatura bastante parecida foram analisadas pelo professor de ecologia animal da Universidade da Costa do Sol, Scott Burnett, que afirmou tratar-se do característico mamífero saltador que é símbolo da Austrália.

Ocorre que a repercussão do caso foi tamanha, que o “descobridor”, de brincadeira, lançou um desafio em sua página no Instagram. “Minha aposta ainda está de pé. Eu estou dizendo que ele é um gambá – se você pode provar que eu estou errado, lhe pago um jantar”.

Gambá, canguru ou outro marsupial da Austrália?

Em uma entrevista à Storyful, Tan disse que o animal tinha “mãos humanas, uma cauda de lagarto longa, focinho como de um gambá e manchas pretas na pele”. 

Até agora, não houve consenso sobre o que a criatura pode ser. Russell Bicknell, biólogo marinho da Universidade de Nova Inglaterra, na Austrália, disse ao site Live Science que tudo indica ser realmente um canguru ou um wallaby (um “minicanguru”). “Seja o que for, está muito encharcado, provavelmente tendo sido arrastado para o mar durante as recentes inundações na área”.

“Eu diria que é cusu-de-orelhas-grandes, um Trichosurus vulpecula, que perdeu toda a sua pele”, disse Sandy Inglesbly, gerente da coleção de mamíferos do Museu Australiano, sugerindo que o crânio certamente corresponde ao animal, bem como as proporções dos membros e cauda em relação ao corpo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.