Prefeitura de Ituiutaba lança o Programa Melhor em Casa para ofertar cuidados a pacientes acamados

A Prefeitura de Ituiutaba, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, lançou na manhã desta quarta-feira, 13, o Programa Melhor em Casa – Serviço de Atenção Domiciliar (SAD) para atender pacientes que necessitam de assistência médica e de equipes multiprofissionais, porém não precisam ser hospitalizados.

A prefeita Leandra Guedes participou do lançamento do programa na residência da senhora Helenice, mãe do paciente João Victor, o primeiro assistido pelo Melhor em Casa. “Esse é mais um benefício que veio para atender as pessoas que precisam de mais cuidados. É uma política pública nova para Ituiutaba, mas que existe há mais de uma década e infelizmente jamais se preocuparam em trazer para beneficiar o nosso povo, agora temos novos profissionais contratados para ampliar nosso atendimento”, disse Leandra.

Também presente no lançamento do programa, a secretária de Saúde Sandra Barbosa explicou que o Melhor em Casa é voltado para pacientes que não possuem necessidade de estar internados em hospitais. “É a situação dos acamados. As idas frequentes aos hospitais acabam que os colocam em risco de infecções. Agora, nossas equipes vão atender de forma mais eficiente, confortável e segura dentro da casa de cada um dos pacientes”, ressaltou Sandra.

Com a disponibilização do novo serviço, a Prefeitura de Ituiutaba espera dar mais qualidade de vida aos pacientes que se encontram fora de seus vínculos familiares por uma internação desnecessária, otimizando custos e abrindo mais vagas de leitos nos hospitais.

O Programa é classificado em duas modalidades: AD1: de responsabilidade da Atenção Básica, voltado para pacientes com problema de saúde controlado/compensado, necessidade de procedimentos de menor complexidade e atendimento médico com frequência maior que semanal e AD2: para pacientes com necessidades de procedimentos mais complexos, com uso de recursos/insumos contínuos ou temporários até a estabilização do quadro, e que precisam de acompanhamento semanal.

Para a prestação dos serviços, será disponibilizada uma Equipe Multiprofissional de Atenção Domiciliar – EMAD, formada por médico, dois enfermeiros, dois técnicos de enfermagem, um fisioterapeuta, além uma fonoaudióloga.

O foco do trabalho é a humanização, integrada com as redes de urgência e emergência, como com a da Estratégia Saúde da Família.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.